sábado, 31 de março de 2012

Amor de mãe!!!!!


NOSSO AMOR:

CRESCE A CADA DIA, DESDE QUE ESTAVA EM MEU VENTRE!



DESENHADO A CADA DIA,

Nossa história tem sido desenhada por nós e os traços estão mais firmes a cada dia,

PINTADO A CADA DIA,

Nas aquarelas da vida, a cada dia com um tom, fazendo misturas de tinta até chegar ao arco íris,

COSTURADO A CADA DIA,

Feito colcha de retalho, e os tecidos são nossas experiências cotidianas, nossas aventuras, nossos sonhos,

ESCRITO A CADA DIA,

Pelo lápis da vida, porém não tem borracha, escreveu tá lá, foi! E se não for bom tem que reescrever e se for bom basta transcrever, ir adiante fazendo histórias,

PROFESSADO, A CADA DIA,

Nossa fé, nossa religião, foi mais um momento único vivido por nós este ano, isso fortaleceu a nós e ao nosso espírito, nos unindo cada dia mais, minha querida,

CONSTRUIDO A CADA DIA,

Pedra por pedra, tijolo por tijolo, neste momento estamos com a mão na massa, fazendo o alicerce de nosso amor, é a fase mais importante, é pra vida toda,

ENCENADO A CADA DIA,

“A vida imita a arte”, é um bordão, embora de muitos significados. No tablado, no palco, na cena, no teatro, lá colocamos tudo pra fora, vários personagens, vários eus, várias energias transitam por nós e depois de uma aula, de uma peça saímos mais leve, e aí querida, vamos estar mais prontas pra vida, e se a vida nos pregar uma peça saberá improvisar, não seremos pegas de surpresa, e nunca vamos saber quem imita quem, se a arte imita a vida ou se a vida imita a arte, o que teremos a nosso favor é que sempre seremos protagonistas de nossa própria história, jamais coadjuvantes, nada contra, mas nossa história de vida tem que ser escrita, encenada, dirigida, produzida e patrocinada por nós.

VIVIDA A CADA DIA,

Por nós, aprendendo, errando, acertando, tropeçando, acertando de novo, crescendo ao longo da estrada, adquirindo experiência, maturidade, tudo no seu tempo, um tempo sublime, porque a cada segundo, a cada minuto, a cada amanhecer temos a chance de recomeçar, é só saber ouvir nossa voz interior, aquela que nos sussurra a cada dia e nem sempre somos capazes de ouvi-la, de atendê-la, de entendê-la, mas ela esta sempre lá nos guiando, ou sempre tentando nos mostrar um novo dia, um novo amanhecer, um novo entardecer, um novo anoitecer, enfim uma possibilidade de mudança constante, a qualquer momento, se assim quisermos, ou desejarmos e se não, continuamos seguindo os mesmos passos, desde que, estes não nos mutilem, não nos boicote, seremos então, sempre nós, vivendo sempre, axé!!!

Elaine Marcelina








Nenhum comentário:

Deseja adquirir os livros de Elaine Marcelina! Confira os contatos da autora!!!!

Os livros: As coisas simples da vida e Mulheres incríveis 3 ed., estão à venda com a autora: Contatos com a autora: E-mail: elain...